THE FASHION T'S

Fashion. Make. Beauty. More.


Leave a comment

Tem série nova no ar: Trophy Wife

Olá, pessoal, tudo bem?

Esse fim/começo de ano é triste pra quem adora séries. Eu acompanho cerca de 20, mas algumas foram canceladas (The Killing, Ravenswood…) e, nesse período, não há muito o que assistir.

Sempre que posso, dou uma olhada em sites sobre séries pra ver se foi lançada alguma atração nova. Numa dessas “zapeadas”, encontrei a Trophy Wife, da ABC. Uma das coisas que me chamou a atenção na série foi a Bailee Madison: ela é uma atriz mirim, que fez a filha da Jennifer Aniston em “Esposa de mentirinha”. Quem assistiu, não teve como não notar a atuação brilhante da menina, além das cenas serem muito engraçadas.

fonte- hollywoodmoblog

(fonte: hollywoodmoblog)

Separei um trechinho do filme, mas em inglês:

Outro motivo pelo qual eu gostei da série é que, apesar de ser uma comédia, não é forçada e nem tem aquelas risadas de fundo (tipo em Chaves), quase te obrigando a achar graça do humor americano, que é beeeem diferente do nosso.

A história é sobre Kate (Malin Åkerman), a “Esposa troféu”. Ela conhece Pete Harrison (Bradley Whitford) em um karaokê. Ela descobre que ele tem duas ex-esposas e três filhos, os gêmeos Warren e Hilary com Diane e o Bert com Jackie. Os filhos são muito espertos, principalmente Bert, que além de tudo é fofo! E Diane é outra personagem minha favorita, ela é médica e super elegante. Também é perfeccionista demais e as maneiras que ela encontra de castigar os filhos quando eles fazem algo errado são hilárias. Por isso, os gêmeos morrem de medo da mãe e sempre escondem dela quando algo não sai como o esperado.

fonte- newstoshows

fonte- newstoshows

fonte- spoilerstv

fonte- spoilerstv

fonte- austinculturemap

fonte- austinculturemap

fonte- newstoshows

fonte- newstoshows

Trophy Wife estreou em setembro do ano passado. O último episódio da primeira temporada vai ao ar no dia 4 de março. Os episódios duram 20 minutos cada, ideal pra quem não tem paciência de ver séries muito demoradas.

No promo, a atriz que aparece como Hilary depois é substituída, mas a troca por Bailee Madison deixou a atração melhor ainda.

Beijo, pessoal!

 

Advertisements


Leave a comment

Ninguém quis essas crianças!

A temporada de séries novas começou há um tempo, e isso pode te deixar meio “E essa série, vejo não vejo?”. Bom, aqui vai uma dica: Back In The Game.

B1

Back In The Game é uma comédia familiar criada e produzida pelos irmãos Mark and Robb Cullen, transmitida pelo canal ABC. Ela traz a história de Terry Gannon Jr. (Maggie Lawson, loira, linda, magra, definida, só sucesso), ex-jogadora de beisebol desempregada, recentemente divorciada e sem ter para onde ir que acaba voltando a morar com seu pai, Terry “The Cannon” Gannon (James Caan).

Terry – a moça – jurou nunca mais voltar ao mundo do beisebol. Porém, seu filho Danny Gannon decide que quer praticar o esporte para impressionar sua amada, mas não possui o mesmo talento que a mãe. Assim, ele acaba sendo recusado no time da escola e Terry se vê obrigada a lutar pelo filho. A solução: virar treinadora do time secundário formado pelos “losers” e cômicos personagens dessa escola.

Trailer para ficar naquela vontade:

Mais do mesmo, só que de um jeito diferente. É isso: Back In The Game é um Glee formado por crianças. Uma série em que a família briga, briga, briga, mas acaba sempre se apoiando e se amando cada vez mais. Mas quer saber a verdade? É divertidíssima! Quem se importa que seja um pouco clichê se você se diverte? Você vai amar as crianças (não todas, na verdade. Os gêmeos são insuportáveis). O filho de Terry é um lindo e a relação dele com o vô é muito amor. Outro personagem que merece atenção é o menino “afeminado”. Ele é só sucesso e o jeitinho dele é impagável.

Aliás, melhor que ele, só a mãe dele. Lulu Lovette (Lenora Crichlow) é uma viúva milionária, totalmente louca, que se torna amiga de Terry e, juntas, causam muitos risos. Sem contar o treinador do time principal da escola: aquele ser humano realmente não é muito normal. E a gente não pode se esquecer do pai de Terry, o melhor personagem de todos. Só assistindo para entender.

Não dá para esperar uma grande história nem um roteiro super desenvolvido, complexo e diferente. No entanto, vai ter risadas, muitas risadas, e 20 minutos de diversão. Nisso a série cumpre sua missão muito bem.

This slideshow requires JavaScript.

Back In The Game é mais um seriado, sem nada muito destacável, a não ser as risadas altas que você vai dar enquanto assiste. Então, se você está aí de boa procurando uma série sussa para se divertir, essa é a dica do dia.

Beijos e queijos, seus lindos.