THE FASHION T'S

Fashion. Make. Beauty. More.


Leave a comment

Got a secret, can you keep it?

A quem você confia seus segredos mais íntimos? Há um ditado que diz que duas pessoas podem guardar um segredo, se uma delas estiver morta. Na série Pretty Little Liars (PLL) essa frase não é apenas um dito popular.

The_four_PLL'sO seriado já é antiguinho – estreou em 2010 na TV estadunidense (ABC Family) e em março de 2011 no Brasil, pelo canal Boomerang – então posso apostar que você já ouviu falar sobre. Mas se ainda falta coragem pra assistir, ou se você abandonou a série por um tempo, garanto que vale a pena colocar os episódios em dia.

PLL se enquadra no gênero drama e suspense e foi criada por Marlene King, com base nos livros de mesmo nome de Sara Shepard. É o tipo de série pra se assistir embaixo das cobertas, com os pelos arrepiados e os olhos vidrados pelo mistério.

A história se passa em Rosewood, um subúrbio pequeno na Pensilvânia, que abriga inúmeros segredos. Segundo a descrição do livro, aquela era a nata da Filadélfia, onde viviam “várias famílias ricas e tradicionais, com dinheiro antigo e escândalos mais antigos ainda”.
A série relata a vida de um grupo de amigas: Spencer, Aria, Emily e Hanna, que têm como queen-bee Alison Dilaurentis.

Ela é o tipo de garota-problema de quem todo mundo quer ser amigo. Todos os garotos a desejam e as garotas a têm como confidente, contando todos os seus segredos mais sombrios a ela. Segundo Alison, são esses segredos que as mantêm unidas.

tumblr_m5mpjf4V4b1r26xavo1_500Na verdade, Alison é uma perfeita manipuladora e adora fazer joguinhos para que ela seja sempre o centro das atenções. Numa noite, enquanto exibia mais um de seus truques para as meninas, ela desaparece misteriosamente, sem deixar rastros.

Com o seu sumiço, Spencer, Aria, Emily e Hanna se distanciam e perdem contato. Alison passa a ser só uma lembrança para todos na cidade. Entretanto, um ano depois de seu desaparecimento, as garotas começam a receber mensagens assinadas por “-A”. O conteúdo dessas mensagens são seus segredos mais íntimos, revelados apenas a Alison, o que as faz acreditar que ela ainda está viva.

Essa esperança de reencontrar Ali faz com que as meninas se reaproximem, porém, quando estão todas confiantes de que a amiga retornará, seu corpo é encontrado e sua morte é confirmada, o que deixa as garotas sem saber o que fazer.

Se Alison morreu, quem estaria mandando aquelas mensagens? Quem mais saberia todos aqueles segredos? Quem matou Alison? E quem poderia dizer qual é a verdade em Rosewood, já que todos na cidade parecem estar mentindo ou escondendo algo?

No decorrer da série, são apresentados vários suspeitos e várias reviravoltas no caso de Alison D. O teor das mensagens enviadas por “-A” fica cada vez mais ameaçador e, quem quer que seja o responsável por tudo isso, ele(a) parece saber todos os segredos das meninas e está observando cada um de seus movimentos, utilizando suas mentiras para ameaçá-las e forçá-las a fazerem parte do seu jogo.

Esse clima tenso e de medo faz com que Spencer, Aria, Emily e Hanna se unam para investigar o que  aconteceu com Alison e descobrir que está ameaçando revelar todos os seus segredos. 

PrettyLittleLiars-pretty-little-liars-tv-show-32129678-1024-768

PLL está na quarta temporada e, nesses anos de série, muita coisa aconteceu. Confesso que por um tempo me senti meio frustrada por não ter muita certeza de nada que acontecia, mas essa é que é a graça. A história é um eterno mistério e as pistas estão por aí a todo momento. Só posso garantir que os últimos episódios me surpreenderam muito e que vale a pena assistir.

E aí, quem vocês acham que anda perturbando a vida das quatro amigas?

“I’m still here, bitches, and I know everything! -A”

 tumblr_mvlhb22PD91s9ceyho1_500

Advertisements


Leave a comment

Aventura de Plástico

Lego

O post de hoje tem mais a ver com a galera que tem um pézinho no lado nerd da força. Meninas que amavam vestir suas Barbies, mas também passavam horas criando cidades de LEGO. LEGO… Que parada genial. Fala sério, o dinamarquês Ole Kirk Christiansen teve uma ideia muito boa ao idealizar um brinquedo cujo conceito se baseia em partes de plástico que se encaixam permitindo inúmeras combinações. Você não diz “Tô brincando de carrinho”, “…de boneca”, não é uma coisa definida: você tá brincando com qualquer coisa. Você tá brincando com o que quiser, você inventa a brincadeira. E com LEGO dá pra inventar de tudo!

Desde a década de 50, quando começou a se popularizar, o brinquedo vem fazendo parte da infância (da adolescência e da idade adulta) de muita gente. Aí, sendo parte do universo geek, não tardou para o LEGO ser adaptado para os jogos virtuais. Ele tem versões para PS, Xbox, Wii e os mais variados consoles.

Depois de tantos games de sucesso reimaginados com os bonequinhos montáveis, surge agora o filme “Uma Aventura LEGO” (“The LEGO Movie” no original), que vem para expandir o universo de um dos brinquedos mais amados da cultura pop. A animação foi lançada nos EUA no dia 7 de fevereiro e tem surpreendido em bilheteria: abocanhou o primeiro lugar. Entre a última sexta (14) e domingo (16), a produção arrecadou cerca de US$ 69,1 milhões (R$ 155,6 milhões).

The Lego Movie

No longa, dirigido por Phil Lord e Christopher Miller (ambos também diretores de “Tá Chovendo Hambúrguer”), Emmet (Chris Pratt) é um cidadão-LEGO comum. Quando encontra algo fora do normal nas ações cotidianas de sua cidade, ele acaba conhecendo Megaestilo (Elizabeth Banks) e descobre uma profecia da qual pode ser o escolhido. Emmet, então, deve se provar digno para acabar com o plano maligno do perverso Presidente Negócios (Will Ferrel).

Por ser da Warner, muitos dos mais conhecidos personagens do cinema e dos quadrinhos estavam liberados para serem representados no filme: temos personagens de “Harry Potter”, de “O Senhor dos Anéis”, da “Liga da Justiça” e de “Tartarugas Ninjas”, entre outros, dinamizando ainda mais o desenvolvimento de “Uma Aventura LEGO”. O roteiro afiado aborda temas que agradam crianças, mas não esquece dos adultos. Na real, o público-alvo é de faixa etária indefinida. O controle social, a desumanização do homem e a falta de tolerância são assuntos que provocam reflexão para os mais velhos. Para as crianças, o filme prega a compreensão e mostra que ainda existe muito divertimento nos brinquedos.

Com um visual inspirado na técnica de stop-motion, os criadores transpuseram para a tela tudo o que já vimos nos consoles. E, mesmo que tenhamos contato prévio com a tal forma, em praticamente todas as cutscenes  dos jogos, o visual aqui não incomoda por ser familiar. O movimento dos animais, por exemplo, sempre traz um ar quase caricatural ao modo de brincar de LEGO. Embora o tempo de contato com a película faça os movimentos parecerem mais fluidos, sempre há algo na cena para nos lembrar de como é dura e nada analógica a movimentação no mundo de plástico. Outro ponto de destaque é o incrível trabalho de sonosplatia do longa, que faz com que a comicidade não fique presa somente ao roteiro, mas também passeie por outros lugares. Talvez seja nesse aspecto em que mais se vê equilíbrio entre a ação cinematográfica e gamer, ambas empregadas no filme de diversas maneiras.

LEGO Movie Scene

E independentemente de você já ter conseguido ou não assistir ao filme, é muito provável que só pelo trailer você fique morrendo de vontade de saber como ele foi feito e quais as técnicas de animação e efeitos visuais foram empregados. Eu fiquei, e numa busca por informações, achei esse vídeo que explica sobre. É do Hollywood Streams e traz os atores Liam Neeson, Chris Pratt e Will Ferrell discutindo como os animadores criaram as expressões faciais de seus personagens no longa. Isso tudo, com direito a algumas cenas da produção nos computadores.

Ficha técnica
Uma Aventura LEGO
(The LEGO Movie, 2014)
Direção: Christopher Miller, Phil Lord
Gênero: Animação
Duração: 104 minutos
Censura: 14 anos


Leave a comment

É melhor usar demaquilante

Há pouco mais de uma semana, bombou na rede fotos da repórter do The Daily Mail, Anna Pursglove.

Anna fez o teste, passar um mês utilizando maquiagem durante o dia todo (base, máscara para cílios e delineador de marcas de qualidade) e somente lavar o rosto na hora do banho, sem passar demaquilante.

O resultado foi esse:

Fonte: reprodução

Fonte: reprodução

Na primeira foto, Anna está maquiada, na segunda podemos ver os resultados da experiência. Após visitar um especialista, ela percebeu que sua pele tinha envelhecido cerca de 10 anos, os poros estavam obstruídos, o que pode causar acne, e as camadas de maquiagem impediram a renovação da pele, o que a deixou vermelha, texturizada e com rugas.

Às vezes dá uma preguiça gigante de fazer todo o ritual de tirar o make, ainda mais depois daqueles dias de festa que vão até a madrugada. Mas, depois de vermos essas fotos, vale se esforçar o dobro e perder um tempinho de sono fazendo o ritual todo pra remover a maquiagem.

Separei alguns produtos bons e com um precinho bacana pra ajudar nessa hora de limpar e cuidar da pele.

1-     Demaquilante Eye Expert Maybelline– Esse é para a área dos olhos. O azul é para make lavável, o rosinha é para make à prova d’água. Ele é indicado pra quem usa lentes de contato, porque tem uma textura fina, não é como os removedores em creme que deixam a gente meio “cegueta”. Apesar do azul não ser ideal para maquiagem à prova d’água funciona com ela também. O rosa é um pouco oleoso por ser para remover produtos mais “insistentes”. Comprei em uma viagem por cerca de $5,00 (ainda não vi pra vender no Brasil).

 2-     Demaquilante Bifásico Nívea– É indicado pra remover produtos à prova d’àgua dos olhos. É bem eficiente: a máscara de cílios sai com facilidade. Também é bom pra quem usa lentes de contato. Custa R$20,00.

3-     Xampu Johnson (você leu certo)-  É recomendado para lavar o rosto depois de usar o demaquilante, não agride a pele e nem os olhos. E tem embalagem pequena prática de carregar na necessarie. R$8,00.

4-     Demaquilante Loção Facial Nívea– Remove super bem aquele rímel que não sai nem com reza e ainda dá pra usar no restante do rosto, já que a fórmula é sem óleo e não deixa os olhos ardendo. R$22,00

 5-     Loção de Limpeza Cuide-se bem O Boticário- É ideal aplicar com algodão após usar o demaquilante. Mas dá uma grande ajuda na falta de um removedor. Não deixa a pele seca e não tem fórmula oleosa. Cerca de R$20,00.

 6-     Avon Solutions Gel de Limpeza– Tem para vários tipos de pele e é para ser aplicado no rosto com algodão. Limpa e deixa a pele com sensação refrescante. Cerca de R$13,00.

 7-     Lenços Umedecidos L’Oréal- São super práticos, é só tirar da embalagem e passar no rosto. Bom pra carregar na bolsa e usar durante o dia. Não limpa completamente, mas ajuda bastante na remoção. R$25,00.

Para usar o demaquilante, basta colocar uma pequena quantidade do produto em um pouco de algodão e aplicar no rosto. Após usar produtos oleosos, é importante lavar o rosto com sabonete (de preferência indicado para o seu tipo de pele) para remover o restante das impurezas e evitar acne.

E vocês, tem algum produto preferido? Espero que tenha ajudado com as dicas pra essa tarefa chatinha de tirar o make.

Beijos.


Leave a comment

Bonitões, estilosos e… papais!

Domingo é dia dos pais e resolvi lembrar dessa data aqui no blog de um jeitinho diferente. Que tal admirar um pouco os papais mais lindos da atualidade? Pra começar, brasileiros na área! Ao olhar as fotos a seguir, é difícil escolher se você olha para o bonitão Rodrigo Hilbert, para os gêmeos super fofos e loirinhos ou para a linda da Fernanda Lima. Tem família mais bonita?

This slideshow requires JavaScript.

Duas vezes ganhador do Oscar, Ben Affleck é casado com a também atriz Jennifer Garner e tem três crianças: duas meninas (Violet e Seraphina) e um menino (Samuel).

Na questão ”quantidade de filhos”, o próximo ganha de todos da lista! Brad Pitt é responsável por 6 crianças, frutos do seu amor com Angelina Jolie. Três são adotados e três são biológicos, ou seja, uma família bem diversificada! Além de ser um paizão e um ótimo ator, vamos combinar que é bem gato!

brad pitt

Outro lindo que é perito em ter vários filhos: David Beckhman. Ele e Victoria tem 3 meninos e 1 menininha. Definitivamente é também um dos papais mais estilosos da mídia!

E, pra fechar o post, Tom Cruise. Infelizmente, os casamentos do ator não deram certo, mas ele continua sendo um paizão dedicado. Cruise tem dois filhos adotivos, frutos do casamento com Nicole Kidman, e Suri, do casamento com Katie Holmes. Nesse vocês podem babar à vontade, já que não tem dona. Aproveitem!

This slideshow requires JavaScript.


Leave a comment

Vale a pena ver de novo

Pipoca quentinha e um sofá confortável. Não é preciso muita coisa além disso pra quem aprecia cinema, ainda mais nesse período de férias e inverno.

Sempre que eu tenho um tempão vago, procuro me lembrar da minha lista de filmes “por assistir”. Às vezes alguns dos itens até foram exibidos no cinema, mas por falta de tempo ou de oportunidade eu deixei de ver.

Tenho aqueles filmes favoritos que eu revejo quantas vezes eu puder e tem aqueles clássicos que já completaram 10 anos e eu ainda não assisti. Montei uma lista de filmes mais queridos e tem para todos os gostos:

Hannibal

Hannibal Lecter é um médico canibal interpretado por Anthony Hopkins. Hannibal é extremamente inteligente e meticuloso, prende a nossa atenção ao extremo. É uma quadrilogia; eles aparecem abaixo em ordem de lançamento:

O silêncio dos inocentes (1991)

Hannibal está preso acusado de homicídio e recebe visitas constantes de uma agente do FBI. Ela tenta desvendar a mente do serial killer. A inteligência do protagonista engana a agente e ele consegue fugir.

Hannibal (2001)

Dez anos após fugir da prisão, Hannibal ainda vive sem ser incomodado. Uma vítima reaparece em busca de vingança.

Dragão vermelho (2002)

Embora lançado em 1986, foi refilmado com Hopkins mais tarde. O detetive Will Graham tenta desvendar os métodos de um serial killer procurado pelo FBI. Porém, Graham não desconfia que Hannibal é informante do assassino procurado.

Hannibal, a origem do mal (2007)

Como o nome diz, Gaspard Ulliel vive Hannibal bem mais jovem. O filme retrata a infância, a juventude de Hannibal e o que o deixou tão perturbado.

Clube da Luta (1999)

Jack (Edward Norton) é um executivo, entediado com sua vida. Ele conhece Marla Singer (Helena Bonham Carter) e Tyler Durden (Brad Pitt). Tyler leva Jack para conhecer as reuniões um grupo secreto em que ele pode extravasar suas tensões através de combates. É um filme cheio de tensão, do começo ao fim e, sinceramente, eu não sabia o que esperar do fim da história.

Como perder um homem em dez dias (2003)

É um filme fofo, como todos da Kate Hudson (em breve vem postagem sobre ela) e um dos meus xodós entre os “açucarados”.

Ben Barry (Matthew McConaughey) é um publicitário em busca de uma nova campanha que faz uma aposta com seu chefe: se conseguir fazer com que uma mulher se apaixone por ele em dez dias, a campanha é dele. Já Andie Anderson (Kate Hudson) é uma jornalista que pretende escrever uma matéria sobre como perder um homem em 10 dias e está decidida a infernizar a vida de qualquer homem que se aproximar dela.

O enredo não é daqueles que podem ser reportados para a vida real, mas os métodos que Andie usa são os melhores e rendem boas risadas, pois ela começou esse projeto pensando em orientar as amigas sobre os exageros que elas cometiam e que assustavam os homens.

As Branquelas (2004)

Os irmãos Marcus (Marlon Wayans) e Kevin Copeland (Shawn Wayans) são detetives do FBI e recebem a tarefa de proteger as irmãs Brittany (Maitland Ward) e Tiffany Wilson (Anne Dudek) No trajeto do aeroporto até o hotel, elas passam por imprevistos e decidem não ir mais ao evento. Marcus e Kevin, então, assumem a identidade das irmãs.

Os disfarces são demais, os irmãos têm que conviver com as amigas de Brittany e Tiffany e passam por situações muito engraçadas por não conhecer o universo das It girls. Além do fato de, às vezes, eles se esquecerem de que “não são mais homens”.

Os longas já completaram alguns aniversários, mas para quem gosta de cinema e ainda não viu nenhum deles ou deseja rever, deixo as dicas e os trailers para vocês.

Hannibal (em inglês)

http://www.youtube.com/watch?v=eHSYth2wSEk

Clube da Luta

http://www.youtube.com/watch?v=CxRJFXcyzOk

Como perder um homem em dez dias (em inglês)

http://www.youtube.com/watch?v=-IoJz98p7ok

As Branquelas

http://www.youtube.com/watch?v=cjnmsoJavj0

Beijo.


Leave a comment

Rock de Kilt

Um som que se torna único quando quatro caras se juntam para tocar. Essa é a definição de uma banda indefinível. Como assim? O vocalista Aaron Dennington diz que é impossível definir o som do The Dark Jokes, pois cada integrante tem seu background e a soma desses fatores é algo único, de show para show.  Na apresentação de São José dos Campos, por exemplo, eles tocaram suas músicas numa levada mais forte do que o normal. Nascida em Edimburgo, na Escócia,  a banda é composta pelo baterista Paul Dennington, irmão de Aaron, Jammie Hogg no baixo e Matthew Thornton, teclados e cello. Eles vieram ao Brasil para fazer apresentações durante o 17º Festival Cultura Inglesa, que também trouxe a britânica Kate Nash.

the-dark-jokes

Matthew, Paul, Aaron e Jammie espiando as gatinhas no telhado. SQN!

Com o seu primeiro single, Low Winter Sun, os escoceses ainda estão trabalhando no álbum de estreia. Paul comenta que escrevem muito durante a estrada e que talvez saia algum material dessa visita ao Brasil. E não é de hoje que eles compõem algo relacionado ao nosso país: a banda fez  uma música contando a história do brasileiro Jean Charles de Menezes, morto pela polícia de Londres em 2005. Para eles, era como uma obrigação, como artistas novos, escrever sobre o que estava acontecendo na Grã Bretanha. O nome The Dark Jokes (humor negro em tradução livre) vem da maneira de pensar dos integrantes. “Todo mundo tem um senso mórbido. O Paul tem humor negro muito estranho e, se ele tem, nós também. É como se ele espalhasse pro restante!”, comenta Aaron.

Eles no show em SJC!

Low Winter Sun

Jean Charles de Menezes

Beijos

Tainá Goulart


Leave a comment

Algodão doce, quentão… Saiba mais sobre comidas de festa junina

Esta época do ano é uma delícia: junho é o mês em que começa o inverno e em que é celebrada uma das festas mais tradicionais do país: as festas juninas. Elas são tão boas que algumas insistem em acontecer no mês de julho, para a nossa alegria!

Além do significado das festividades e das roupas características, podemos aproveitar as comidas típicas! As festas costumam ter um pouco da cultura do local onde é realizada e, por isso, as comidas podem variar. A maior parte das gostosuras que encontramos nesses eventos são preparadas com alimentos encontrados em sítios ou fazendas, pois como mostramos no post anterior, tudo começou como uma celebração da colheita na roça. Usa-se leite, ovos, frutas, entre outros ingredientes simples.

fonte- socorronacozinha

fonte- socorronacozinhafonte- infohoje

fonte-pedraleticia

fonte-pedraleticia

A pipoca, por exemplo, é presença garantida em todas elas. Além de ser de fácil preparo, é um aperitivo tradicional: ela foi introduzida no cardápio junino devido ao fato de as plantações de milho serem facilmente encontradas. Curau, bolo de milho, pamonha e milho cozido são outras opções que podem ser preparadas com esse alimento.

Além dos derivados de milho, há também cachorro quente, quentão, vinho quente, maçã-do-amor, algodão doce, pé-de-moleque, bolo de fubá, churros, cocada, tapioca, arroz doce e por aí vai…

fonte-casamentofestaeapartamento

fonte-casamentofestaeapartamento

fonte- infohoje

fonte- infohoje

E pra não ficar só na vontade, duas receitas fáceis para entrar no clima junino e, quem sabe, uma inspiração para você montar sua própria festa junina:

Anote aí:

Vinho quente
1/2 xícara de chá de açúcar
1/2 xícara de chá de água fervente
1/2 xícara de chá de açúcar
10 cravos-da-índia
3 pedaços de canela em pau
1 e 1/2 xícara de chá de vinho tinto

Modo de Preparo:
Coloque numa panela a água fervente, adicione o açúcar, a canela e o cravo-da-índia.
Deixe começar a ferver, abaixe o fogo e cozinhe por mais 5 minutos.
Coe e acrescente o vinho. Sirva quente.

Bolinho de chuva
1 xícara de farinha
1 ovo
1 xícara de café de leite
½ xícara de açúcar
1 colher de café de fermento

Modo de Preparo:
Em uma vasilha, misture o ovo, o açúcar, a farinha e acrescente leite aos poucos. O ideal é que a massa fique um pouco mais consistente do que massa de bolo. Acrescente o fermento e mexa delicadamente.
Em fogo baixo, frite os bolinhos, separando as porções com uma colher.
Use açúcar e canela para empanar.
Fácil e rápido de preparar!

Aproveitem a culinária desse mês tão delícia!