THE FASHION T'S

Fashion. Make. Beauty. More.


Leave a comment

Killing me softly, killing me softly…

Oi, gente! Hoje vamos falar sobre uma comédia com um garoto fofo, com um compositor destruidor de corações e uma vegetariana zen e toda linda. Vamos falar sobre About a Boy.

aboy1

About a Boy? Espera, esse nome te lembrou de algo? Talvez um filme? Talvez aquele com Hugh Grant, chamado O Grande Garoto? Pois é, exatamente! A série (sitcom), assim como o filme, é uma adaptação da comédia romântica de mesmo titulo do escritor Nick Hornby. E, para ser bem sincera, acontece que o primeiro episódio é praticamente um remake do filme e o resto da série, uma continuação.

Um resuminho para quem não conhece nada dessa trama: Marcus (Benjamin Stockham) é um garoto fofo, meio desajeitado, meio deslocado, de apenas 11 anos que, junto com sua mãe Fiona (a liiiiiiiiinda e super carismática Minnie Driver), se muda da Inglaterra para os Estados Unidos. Nas terras do tio Sam, Marcus conhece e desenvolve uma grande amizade com seu novo vizinho, o compositor, charmoso, solteirão (bem filhadamãe) e imaturo Will (David Walton). Essa grande amizade, inesperada e até de certa forma indesejada (no começo) por Will, gera grandes momentos cômicos e emocionantes. E é enfrentando as situações da vida que um amigo ajuda o outro a amadurecer.

Um pedacinho do primeiro episódio (SPOLIER ALERT), para ficarem na vontade:

 

Como toda boa sitcom, essa é mais um pouco do mesmo. Os personagens passam cada episódio com um problema e, no final, por terem resolvido o conflito, se tornam pessoas melhores e tudo fica lindo e maravilhoso. MAS O PONTO É: rola uma química sensacional entre Marcus e Will. Este último é tão charmoso, tão aquele cara que a gente sabe o quanto é filhodamãe mas mesmo assim a gente não consegue não amar. Ele, mesmo sem perceber, se apega a Marcus e precisa muito dele. Marcus é tão perdidinho na vida, tão fofo. E Fiona… aaah, a Fiona, toda linda, toda louca, toda única. Enfim, é mais do mesmo. Porém, um mesmo gostoso de assistir, emocionante e até certo ponto apaixonante. Para quem adora uma sitcom, não tem como deixar de ver essa.

 

Fotinhos:

This slideshow requires JavaScript.

About a Boy já esta com uma temporada completa e, devido ao sucesso, já foi renovada para a segunda. Se você gosta de uma boa comédia romântica, não pode perder. Ou se você adorou o filme, com certeza vai amar a série. A gente indica.

Beijos e queijos, até a próxima.

Obs.: a música da intro é viciante.


Leave a comment

Tem série nova no ar: Trophy Wife

Olá, pessoal, tudo bem?

Esse fim/começo de ano é triste pra quem adora séries. Eu acompanho cerca de 20, mas algumas foram canceladas (The Killing, Ravenswood…) e, nesse período, não há muito o que assistir.

Sempre que posso, dou uma olhada em sites sobre séries pra ver se foi lançada alguma atração nova. Numa dessas “zapeadas”, encontrei a Trophy Wife, da ABC. Uma das coisas que me chamou a atenção na série foi a Bailee Madison: ela é uma atriz mirim, que fez a filha da Jennifer Aniston em “Esposa de mentirinha”. Quem assistiu, não teve como não notar a atuação brilhante da menina, além das cenas serem muito engraçadas.

fonte- hollywoodmoblog

(fonte: hollywoodmoblog)

Separei um trechinho do filme, mas em inglês:

Outro motivo pelo qual eu gostei da série é que, apesar de ser uma comédia, não é forçada e nem tem aquelas risadas de fundo (tipo em Chaves), quase te obrigando a achar graça do humor americano, que é beeeem diferente do nosso.

A história é sobre Kate (Malin Åkerman), a “Esposa troféu”. Ela conhece Pete Harrison (Bradley Whitford) em um karaokê. Ela descobre que ele tem duas ex-esposas e três filhos, os gêmeos Warren e Hilary com Diane e o Bert com Jackie. Os filhos são muito espertos, principalmente Bert, que além de tudo é fofo! E Diane é outra personagem minha favorita, ela é médica e super elegante. Também é perfeccionista demais e as maneiras que ela encontra de castigar os filhos quando eles fazem algo errado são hilárias. Por isso, os gêmeos morrem de medo da mãe e sempre escondem dela quando algo não sai como o esperado.

fonte- newstoshows

fonte- newstoshows

fonte- spoilerstv

fonte- spoilerstv

fonte- austinculturemap

fonte- austinculturemap

fonte- newstoshows

fonte- newstoshows

Trophy Wife estreou em setembro do ano passado. O último episódio da primeira temporada vai ao ar no dia 4 de março. Os episódios duram 20 minutos cada, ideal pra quem não tem paciência de ver séries muito demoradas.

No promo, a atriz que aparece como Hilary depois é substituída, mas a troca por Bailee Madison deixou a atração melhor ainda.

Beijo, pessoal!

 


Leave a comment

Sobre o amor e voltar sozinho

Esta semana vi um trailer rodando na minha timeline. Muito curiosa que sou, resolvi dar uma olhada e me deparei com uma história muito cativante do filme mais esperado do ano: “Hoje eu quero voltar sozinho”. HojeEuQueroVoltarSozinho

O longa é baseado no curta “Eu não quero voltar sozinho”, que conta a história de três adolescentes carismáticos – Leonardo, Giovana e Gabriel – na fase de dúvidas e descobertas em relação ao amor.

O vídeo foi lançado no YouTube há três anos, acumula quase 3 milhões de visualizações e conquistou fãs no mundo todo.

Pra quem ainda não assistiu, vou contar um pouco da história. Leonardo (Ghilherme Lobo) é um garoto cego que tem como única amiga Giovana (Tess Amorim). A amizade dos dois é muito forte: eles trocam segredos, vivem grudados e, todos os dias, depois da aula, Giovana acompanha Léo até a porta de sua casa. A relação entre eles fica balançada quando um novo aluno, Gabriel (Fabio Audi), se junta ao grupo. Com a chegada dele, Léo precisa aprender a lidar com o ciúme de Giovana e entender os sentimentos despertados pelo novo amigo.

Os 17 minutos de vídeo possuem uma sensibilidade incrível, conseguindo abordar a homossexualidade de maneira leve e tocante. Ele nos faz refletir muitas questões ligadas ao preconceito que ainda temos em relação aos deficientes e aos gays, mostrando que nada disso torna o outro inferior. Apesar disso, o curta (e o longa) não tem seu cerne na homossexualidade ou na aceitação, é um filme extremamente belo sobre o amor.

Léo, como qualquer garoto, tem sentimentos e sonha em se apaixonar e dar seu primeiro beijo. Mas, ao contrário do que todos esperam (uma linda menina que se apaixone por ele e blábláblá), a paixão é despertada dentro dele por seu novo amigo. São os pequenos gestos que nos levam a perceber e também se apaixonar por esse romance.

theway

O carisma também aparece no trailer lançado há poucos dias, que mostra como o filme pretende desenrolar essa história. O novo título “Hoje eu quero voltar sozinho” me fez questionar quais surpresas o filme trará, como se desenvolverá a história de Léo e Gabriel, se Giovana também vai encontrar um grande amor e quem são os novos personagens, ou seja, já estou ansiosíssima para a estreia.

Com direção de Daniel Ribeiro, o filme tem seu lançamento marcado para o dia 28 de março no Brasil, mas os três protagonistas estiveram em Berlim, na segunda-feira (10), para a estreia do longa no 64ª edição da Berlinale (Berlin International Film Festival). Apenas morri de orgulho!

Se você também ficou curioso, assista ao trailer e se apaixone pela história de amor mais fofa do ano!


Leave a comment

A verdade sobre um bom show

Quem me conhece, sabe que sou apaixonada pela cantora P!nk. O CD Missundaztood foi o primeiro que comprei na vida, há mais de dez anos, e a partir daí nunca mais parei de acompanhar o trabalho dela (e de torcer para que ela pise logo em terrinhas brasileiras!). Então, quando soube do lançamento de seu novo DVD The Truth About Love Tour, no final de 2013, corri para garantir o meu.

z vs x

Alecia Beth Moore, a P!nk, já ganhou notoriedade internacional devido aos seus shows cheios de malabares, coreografias e, principalmente, elementos circenses. E, claro, graças a sua potente voz. Com o sucesso da turnê Funhouse, em 2009, todos se perguntavam: “o que essa doida pode aprontar ainda?” Depois de cantar de ponta cabeça, voar pelo palco e se pendurar em tecidos acrobáticos, era mesmo difícil saber como ela superaria o sucesso dessa turnê. Mas ela conseguiu.

A cantora americana passou por 140 países da América do Norte, Europa e Austrália em um ano e foi uma das artistas que mais vendeu ingressos em 2013. A Truth About Love Tour é a sexta turnê da P!nk e rendeu o DVD que citei anteriormente,  gravado em Melbourn, Austrália. Com ele, podemos ver que a cantora continua com suas típicas performances circenses, mas também adicionou atrações novas, como a gaiola em que ela e seus dançarinos ficam pendurados e girando enquanto ela canta a música Sober. E o mais incrível de tudo isso: ela teve uma filha há pouquíssimo tempo.

P!nk "The Truth About Love" Tour Opener - Phoenix

O DVD conta com 21 faixas e, além das músicas do último CD de P!nk, como Blow Me (One Last Kiss), Try Just Give Me a Reason, também podemos assisti-la apresentando grandes sucessos, como Just Like a Pill, Who Knew Raise Your Glass. São quase duas horas de show, sem contar com os extras, que mostram a vida da artista quando está turnê, sua rotina, os ensaios e até como ela cuida da sua filhinha de dois anos, Willow (que é a coisinha mais fofa desse universo!).

Também não posso esquecer de elogiar a equipe da P!nk. A banda, as cantoras de apoio e os dançarinos são incríveis! Sem eles, não seria o mesmo show, de forma alguma. Ou seja, vale a pena adquirir esse DVD para a sua coleção. Duas horas de puro entretenimento e talento.

Confiram o trailer do DVD:


Leave a comment

Um quase sonho

Hoje eu não vou te apresentar o mais novo lançamento no cinema ou no mundo das séries. Não tenho uma dica de moda que possa te ajudar, muito menos algo sobre o último livro que li. Mas também não pense que farei algo inovador, psicodélico e alucinante, não. Vou falar de uma coisinha não tão nova, mas que faz parte da minha vida, de um modo ou de outro.

Para o post de hoje, eu escolhi um filme que retrata exatamente o que eu pretendo fazer pelo resto da vida: jornalismo cultural. Só que ele tem alguns poréns. O primeiro deles é que o filme se passa na década de 70 e, como as aulas de história nos ensinaram, tudo era muito diferente naquela época. Outro porém é que o personagem principal do filme é um menino de 15 anos que sonha alto: ser crítico da Rolling Stone.

Almost_famous_poster1

Se você já assistiu ao filme, sabe que estou começando a falar de Quase Famosos (Almost Famous na versão original). Cameron Crowe ganhou o Oscar de roteiro original com seu filme quase biográfico. Ele inseriu algumas de suas próprias experiências como jornalista no filme, entretanto quase todos os personagens da história são diferentes e seguem rumos que não foram seguidos na história da vida de Crowe.

William – nosso personagem principal – cresceu em um lar com uma mãe conservadora e uma irmã revolucionária. É a partir dessa irmã (interpretada pela Zooey Deschanel, o que já vale a pena) que o até então pré-adolescente de 13 anos começa a descobrir coisas da vida que lhe eram desconhecidas. A primeira era que ele estava adiantado dois anos na escola, graças à sua mãe. E a segunda era a música, graças à sua irmã, que foi ser feliz como comissária de bordo e deixou toda uma coleção de vinis com os melhores artistas de todos os tempos (que eram novos naquela época) para o irmão.

Um tempo passa e o agora adolescente de ensino médio William aparece. Uma vez que já havia sido apresentado decentemente ao mundo do rock, o estilo musical fazia parte dele, assim como o jornalismo. Para unir essas duas paixões, William escrevia para diversos jornais e para uma revista – a Creem Magazine, cujo editor-chefe era Lester Bangs (um famoso jornalista de rock). Foi quando os dois se conheceram e Lester deu as devidas dicas para aquele menino sonhador e dedicado que tudo começou a mudar.

Stillwater+sipa_almost_famous_071012_ssh

Stillwater (cena do filme)

Lester falou que pagaria William para entrevistar a banda Black Sabbath. William topa, porém, quando chega ao local do show, é barrado e acaba conhecendo as “band-aides”. A líder das meninas que apoiam bandas (diferentemente de groupies), Penny Lane – Kate Hudson versão cachos –, conta para ele como a filosofia das meninas funciona e o que elas fazem. Logo em seguida, William consegue entrar na arena onde aconteceria o show e conhece a banda Stillwater, que abriria o show do Black Sabbath, e os entrevista. Depois do show, o guitarrista do grupo o convida para uma visita à Los Angeles e pede a companhia de Penny Lane.

Depois do encontro em Los Angeles, William e a banda já tinham alguma conexão. Após alguma semanas, o editor-chefe da Rolling Stone (sonho de consumo de qualquer jornalista cultural desde aquela época) entra em contato com o menino e o faz uma proposta. Para viver seu sonho, William chegou a fingir que era mais velho do que os 16 anos que tinha e ouviu todos os elogios de Ben Fong-Torres e também o convite para escrever para a revista (olhinhos brilhando). William sugere cobrir a banda Stillwater que entraria em turnê e Ben aceita a sugestão.

almost-famous

William jornalistando com seu gravador e microfone (cena do filme)

Daí para frente é tudo um grande sonho: viajar com uma banda em turnê, junto dos integrantes e todos que fazem a banda crescer (incluindo as band-aides), num ônibus e poder acompanhar de perto tudo que envolve o mundo mágico da música. Claro que a mãe dele surtou, mas William nem se importou e foi viver o sonho.

Não vou me alongar sobre tudo que acontece durante essa viagem muito louca sobre as rodas de Doris, o ônibus, e nem falarei sobre as muitas teorias de comparação com a vida do Crowe (seria Pink Floyd a Stillwater? E assim por diante). Só vou dizer que se você gosta muito dos anos 70, de música, de escrever, da Rolling Stone e de realizar sonhos, você não pode deixar de assistir Quase Famosos!


Leave a comment

The bitch is back: Veronica Mars

Olá, pessoal, como vocês estão?

Vocês se lembram da série Veronica Mars, que estreou em 2005? Ela foi produzida pela CW Television Network, a protagonista era interpretada pela fofa da Kristen Bell e se passava na cidade de Neptun.

Veronica era uma estudante comum do ensino médio, namorava Duncan e sua melhor amiga era Lily, irmã dele.  Lily é assassinada e o xerife, pai de Veronica, é quem comanda as investigações. Ele acusa Jake Kane, o próprio pai da moça, pelo crime, mas um sócio de Jake assume a autoria do assassinato.

Keith perde o cargo de xerife, a mãe dela desaparece sem deixar pistas e ela se afasta de Duncan e dos amigos. Veronica então passa a investigar crimes e casos que ocorrem na cidade.

Quase dez anos depois da estréia (tamo velho!), os fãs da série arrecadaram cerca de 5,7 milhões de dólares para a produção de um filme! Yeey! A gente comemora! Ao que tudo indica, o lançamento vai ser na primavera americana, aqui outono, depois de março.

No filme, a Veronica já passou pela universidade e sai de Nova Iorque, onde ela vive com Piz, seu último namorado na série, e vai para Neptune ajudar o ex, Logan, acusado de assassinato.

Pra quem não conhece a série, fica a dica!

Pra quem adorava Veronica Mars, essa é a chance de rever os personagens e as sacadas geniais dela! E tem até um cartaz demaaais com a frase “The bitch is back” (“A vadia está de volta”, em tradução livre).

Vamos aguardar ansiosamente e torcer para que o filme chegue logo nos cinemas tupiniquins!!!

Beijo, beijo!


Leave a comment

Junte-se ao clube dos “Cumberbitches”

Estava passeando pelo mundo do twitter hoje quando vi diversos sites anunciando que Emma Watson e Benedict Cumberbatch haviam sido escolhidos pela revista Empire, por meio de uma enquete online, como a atriz e o ator mais sexy do ano. Todos nós conhecemos Emma, que, apesar de nova, já tem uma carreira longa e conhecida graças aos filmes da saga Harry Potter. Porém, Benedict ainda é novo aos olhos de muitos, mesmo sendo 14 anos mais velho que Hermione, digo, Emma, e tenha mais filmes, seriados e peças em sua lista de trabalhos. Foi graças ao tweet de uma amiga indignada com a escolha de Cumberbatch que decidi escrever essa matéria, com o intuito de apresentar a vocês o grande ator e pessoa que ele é…

benedict emma

Nascido em julho de 1976, em Londres, Benedict Cumberbatch é filho de atores e desde jovem sempre demonstrou interesse e talento na área, mesmo contra a vontade de seus pais. Ele estudou na Representação na Universidade de Manchester e depois formou-se mestre de artes na prestigiada London Academy of Music and Dramatic Art. Sua carreira começou oficialmente em 2001, quando ingressou no mundo do teatro. Ele já teve diversos papéis relevantes e apresentou-se em lugares como o Regent’s Park, o Almeida Theatre e o Royal Court Theatre. Foi nomeado ao prêmio Olivier, reconhecido como maior honraria concedida do teatro britânico, por seu personagem em Hedda Gabler. Outro papel de destaque em sua carreira teatral foi em Frankenstein, dirigido por Danny Boyle, em que Cumberbatch alternava com Jonny Lee Miller todas as noites entre o papel de Dr. Frankestein e sua criatura. 

frankestein

Atualmente, Benedict tem se dedicado mais ao cinema e à televisão e ganhou destaque ao olhos do grande público com sua atuação como Sherlock Holmes no seriado da emissora britânica BBC. Confesso que sou suspeita pra falar desse seriado, já que sou fã, mas é incrível e rende muito assunto para um outro post! Com apenas três episódios (de 90 minutos) a cada temporada, o ator britânico conquistou centenas de milhares de fãs (intitulados de Cumberbitches) e, consequentemente, tem sido escalado para diversos filmes mundialmente famosos.

Entre os trabalhos cinematográficos mais recentes do ator, estão Cavalo de Guerra, dirigido por Steven Spielberg, O Espião que Sabia Demais e Star Trek: Além da Escuridão, em que Cumberbatch interpreta o papel do grande vilão. Em breve, ele aparecerá nas telonas nos papéis de Julian Assange em O Quinto Poder e como a voz de Smaug na trilogia O Hobbit. 

Com uma voz de outro mundo, educação típica dos britânicos, grande talento e lindos olhos azuis, Benedict Cumberbatch com certeza merece o posto de ator mais sexy do ano. Fiquem então com uma galeria cheia de fotos desse grande (e sexy) ator.

This slideshow requires JavaScript.