THE FASHION T'S

Fashion. Make. Beauty. More.

Leituras de um dia

Leave a comment

A gente fala de música, de moda, de série e até damos dicas culinárias aqui. Hoje, querendo uma coisa diferente, fiquei a fim de falar de literatura no blog! Pensando nisso, elegi oito livros que podem ser lidos em um dia pra compartilhar com vocês. (Não que dê pra ler esses oito livros em um único dia, mas sim que cada um desses livros pode ser lido em um dia… Ah, vocês entenderam!).

Claro, isso é bem relativo. Depende da sua velocidade de leitura e concentração. Por isso, escolhi livros não só com o critério de eu ter lido em um dia, mas também levei em conta a quantidade de páginas e a densidade do conteúdo. Fiz uma sinopse breve de cada um, pra vocês saberem do que se trata cada história. Olha só:

Capas

  1. Assassinato no Expresso do Oriente – Agatha Christie
    A “dama do crime” é conhecida por seus suspenses que conseguem prender a atenção do leitor. Não é diferente com “Assassinato no Expresso do Oriente”. Na história, pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve para o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Uma americano é encontrado morto em sua cabine com doze facadas e a porta estava trancada por dentro. A sede pela resolução do mistério faz a gente não querer parar mais de ler e de acompanhar as investigações de Hercule Poirot, o célebre detetive dos romances de Agatha, que é muitas vezes comparado a Sherlock, de Doyle.
  2. A Metamorfose – Franz Kafka
    É um clássico e é curtinho! Além disso, traz uma mensagem muito interessante. O texto coloca o leitor diante de Gregor, o protagonista, que acordou e se viu transformado em um inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa a ficção e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel.
  3. Os Contos de Beedle, o Bardo – J.K. Rowling
    É um spin-off de Harry Potter, sendo mencionado no sétimo livro da série. Ele traz as histórias infantis do mundo bruxo, que seriam os nossos contos de fadas. A leitura atrai não só pela curiosidade despertada pela ideia de conhecer as fábulas-não-trouxas, mas também por oferecer um gostinho extra de J.K. Rowling além da saga que consagrou a autora. O livro também apresenta alguns comentários de Dumbledore sobre os contos… Ou seja, pra quem gosta de Harry Potter, leitura obrigatória!
  4. Assassinatos na Rua Morgue – Edgar Allan Poe
    História densa, com mistério, suspense e violência, características típicas de Poe, considerado o inventor da ficção policial. O livro conta a história de dois brutais assassinatos de mulheres na Rua Morgue, em Paris, casos que parecem insolúveis até que o detetive C. Auguste Dupin assume a investigação. Ele, usando sua estupenda inteligência e um sistema próprio de dedução, desvenda esse grande mistério. É genial.
  5. Fahrenheit 451 – Ray Bradbury
    É uma leitura rápida e envolvente, ficção científica soft. A obra descreve um governo totalitário, num futuro incerto mas próximo, que proíbe a circulação de qualquer livro, prevendo que o povo possa ficar instruído e se rebelar contra o status quo. Tudo é controlado e as pessoas só têm conhecimento dos fatos por TV. Nessa atmosfera de distopia, ainda se encaixa um romance e também a luta do protagonista contra o controle dos poderosos, na qual ele tenta mudar a sociedade e encontrar sua felicidade.
  6. Crônica de uma Morte Anunciada – Gabriel Garcia Márquez
    Fatalidade, destino, o absurdo da existência humana. O que explica a tragédia que se abateu sobre o protagonista de Crônica de uma Morte Anunciada? Neste romance curto de construção perfeita, García Márquez monta um quebra-cabeça cujas peças vão se encaixando pouco a pouco. Em que e em quem acreditar? Tem um final surpreendente, leitura rápida e envolvente. Pare o que estiver fazendo e vá ler esse livro. Sério. (Mas volta depois pra ler o resto do post!).
  7. Sentimento do Mundo – Carlos Drummond de Andrade
    Pra quem curte poesia. Publicado em 1940, traz o frescor e o impacto do “vento revolucionário” da obra do mais estudado e lido poeta brasileiro. O livro contém poemas mais famosos e arrebatadores: Poema de Sete Faces, No meio do caminho, Quadrilha; e também poemas menos conhecidos, mas igualmente antológicos: Poema do Jornal, Poema da Purificação.
  8. Ninguém me entende nessa casa! – Leo Cunha
    A leitura dos contos e crônicas nessa obra é bem leve. Aborda temas como a família, os amigos próximos, as lembranças novas e antigas. Algumas crônicas podem até parecer mentira, mas o autor jura de pé junto que é tudo verdade. Afinal de contas, a crônica está quase sempre neste campo minado entre o real e o imaginário, entre a verdade e a ficção, entre a lembrança e a invenção. São conversas, casos, acasos, cenas cotidianas, corriqueiras, até banais, que podem revelar muito sobre nós e sobre o mundo à nossa volta. Além de tudo, a arte no livro é muito legal.

É isso, gente. Fikdik!

Advertisements

Author: Ingrid Woigt

Criança de 23, de coração grande, que gosta de sagas, música antiga, música nova e pessoas engraçadas. E de escrever.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s