THE FASHION T'S

Fashion. Make. Beauty. More.

A síndrome de blogueiras

Leave a comment

Na pegada dos post mais apimentadosresolvi escrever, ou melhor, criar uma coluna sobre assuntos polêmicos dentro do universo fashion. Já escrevi minha opinião sobre a moda plus size aqui e… tá, ok…  já passamos por esse assunto e precisamos de outra coisa pra comentar. Aí, folheando as páginas digitais, blogs e o site lookbook.nu, de onde pego muita imagem, percebi uma coisa em comum: todos parecem muito iguais.

Gêmulas no Shame on You

Gêmulas no Shame on You, blogueira!

Digo parecem pois muitos leitores podem achar uma difamação, que têm seu próprio estilo e tudo mais. Eu concordo que todo mundo tem seu estilo, porém, acredito que nos dias dos blogs de moda, muita coisa é baseada no mesmo lugar. As grandes blogueiras de moda, por exemplo, tem seu estilo próprio, mas ao mesmo tempo, é quase cópia. Quando olho pra uma, parece que estou olhando pra fulana, ciclana, beltrana, a chica, a ryca, a phyna e a lyndra. São as mesmas saias, os mesmos sapatos, as mesmas marcas E as mesmas poses. Engraçado que todas olham pra baixo, com a mãozinha delicada no rosto e sorrisinho de canto charmoso. Todas cruzam as pernas, põe a mão na cintura e viram de ladinho. Muitas tiram fotos em praças, shoppings, banheiros, closets e outros cenários.  É um estilo que chamo de “síndrome de blogueira de moda”.

É um lifestyle tão desgastado que chega a ser engraçado. Shame On You blogueira está ai pra provar. É tanta cópia disfarçada de originalidade, que me faz desacreditar na vida de formadora de opinião do mundo fashion. Hoje, a moda quase não tange sua ideia original, que é a de expressão da personalidade. Eu me visto do jeito que eu sou. Ver páginas e páginas da mesma coisa significa, ao meu ver, ausência de criatividade. Nós, pessoas, somos uma mistura do que nos cerca e não do que acreditamos ser certo seguir. É válido ser informado, mas não copiar. Reinventar, misturar, criar, aprimorar, pipocar, chocar, diferenciar, polemizar, agradar, customizar, e por ai vai, são os verbos perfeitos para o início dessa conversa.

Blogueiras de moda são válidas para nos informar sobre o que elas acham interessante e contar sobre seu diário pessoal. Afinal, não é isso o que um blog é? Julia Petit é um ótimo exemplo. Sou fã dela e o TFT’s é inspirado no Petiscos. Não é só moda, é cultura em geral. E esse último tema é o que guia as minhas escolhas fashionistas. Acordo, escolho meu coturno de exército porque tive criação no rock’n’roll. Olho o guarda-roupa e pego minha saia midi porque é uma herança da minha mãe e tem uma história que gosto muito. São as minhas escolhas e não as de uma outra pessoa que eu admiro.

Onde você acha que estilista tira ideia das roupas? C-U-L-T-U-R-A. Ok, fui mega enfática até aqui, mas é essa a coisa geral. Sintetizando, já diriam meus amigos jornalistas, blogs de moda são bons, mas não do jeito que são atualmente. Quero olhar para o blog de fulana e saber qual é a nova tendência. Se é short listrado, vou usar quando me der na telha. Basicamente. Sou a favor de Oficina de Estilo, Petiscos, Fashion Gazette!, The Sartorialist, Face Hunter, The Man Repeller, Hypeness, Blog da Enfim, e tantos outros.

Scott Schuman, do The Sartorialist, e a cultura real das ruas

Scott Schuman, do The Sartorialist, captura a cultura real das ruas

Beijos,

Tainá Goulart

Advertisements

Author: Tainá Goulart

Sinapses

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s