THE FASHION T'S

Fashion. Make. Beauty. More.

The kids are back in the street

Leave a comment

Descobri esta semana que uma das minhas bandas preferidas de quando eu

tinha 15 anos lançaria um álbum novo. Qual foi minha reação? “BEM LOUCO.

EMPOLGANTE!”

A banda norte-americana The-All American Rejects lançou, no dia 26, seu quarto

álbum de estúdio: Kids in The Street. Este começou a ser escrito em meados de 2010

por Nick Wheeler (guitarra, teclado e vocal de apoio) e Tyson Ritter (vocal, baixo e

piano). As gravações se iniciaram em abril de 2011, foram concluídas em setembro e o

álbum teve seu título anunciado no dia 16 de dezembro.

Kids in The Street foi produzido por Greg Wells – vencedor do Grammy e conhecido

por seu trabalhos com Adele, Katy Perry, OneRepublic, entre outro artistas – e traz um

som totalmente novo para a banda.

Seus três primeiros álbuns tiveram o “mesmo som”, que foi inovador no primeiro CD

(The-All American Rejects/2003), teve sucesso com o segundo (Move Along/2005), mas

que caiu na mesmice no terceiro (When the World Comes Down/2008).

Mas agora os fãs já podem surtar, o Kids in The Street está realmente incrível e

diferente do que banda já fez. Não digo que a essência das músicas tenha se modificado

– elas ainda falam de garotas, relacionamentos e amores –, mas as letras estão mais

profundas e maduras.

Diferentemente dos hits mais antigos, como Gives You Hell e Move Along, em que a

mensagem estava clara, as músicas novas, como Gonzo e Kids in the Street, são mais

complexas e precisam de certa abstração para serem compreendidas.

Além disso, na questão sonora, a banda incorporou o garage rock dos anos 90, um

pouco de jazz e até mesmo o estilo animado dos anos 60. Percebi isso quando ouvi Walk

Over Me e senti uma vontade enlouquecida de dançar.

Bem, acho que escrevi muito, mas queria concluir ressaltando ainda que o álbum tem

um ritmo muito gostoso: começa muito animado e vai acalmando no decorrer das

músicas. E pra fechar de vez, deixo pra vocês as duas músicas que eu mais gostei.

*Essas músicas são, respectivamente, a primeira e última do álbum, percebam como I

For You é bem mais calma que Someday’s Gone.

Por Duda Amorim

Advertisements

Author: Tainá Goulart

Sinapses

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s